:::
Geral
15/04/2018

Seris amplia número de câmeras no Complexo Penitenciário


Por: Texto de Maysa Cavalcante
Ascom Seris
Além de prevenir crimes, as imagens são armazenas no CMEP e podem gerar subsídios para procedimen
Além de prevenir crimes, as imagens são armazenas no CMEP e podem gerar subsídios para procedimen

Núcleos Setoriais de Videomonitoramento estão funcionando nas unidades prisionais, otimizando atuação dos agentes penitenciários

Mais segurança nos presídios alagoanos. Nesta semana, a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) ampliou a quantidade de câmeras de videomonitoramento no Complexo Penitenciário de Maceió. Agora, 530 câmeras auxiliam nos trabalhos dos agentes penitenciários. Os modernos equipamentos, instalados em pontos estratégicos, possibilitam acompanhar toda a movimentação no cárcere em tempo real.

Apenas no Presídio de Segurança Máxima (PSM), unidade que recebe os novos custodiados, foram instaladas mais 32 câmeras. As imagens são acompanhadas de forma ininterrupta pelas equipes do Central de Monitoramento Eletrônico de Presos (CMEP). Havendo alguma atitude suspeita, prontamente os agentes lotados nos presídios são acionados para averiguar a situação e, se necessário, reestabelecer a ordem.

Além de prevenir crimes, as imagens são armazenas no CMEP e podem gerar subsídios para procedimentos administrativos internos e cumprimento da lei. Em fevereiro, dois reeducandos tentaram fugir do Presídio Cyridião Durval e foram interceptados após serem flagrados no CMEP. De acordo com o supervisor do Centro, tenente PM Alucham Fonseca, a eficiência do sistema é fundamental para otimizar a atuação dos agentes no cárcere.

"Desde a instalação das câmeras de monitoramento, houve uma diminuição significativa no número de tentativas de fugas em Alagoas. Além disso, o videomonitoramento facilita a apuração de ilícitos, e contribui também para a  proteção dos servidores, visitantes e custodiados", ressalta o supervisor. Vale ressaltar ainda, outra medida tomada pela Seris: a implantação dos Núcleos Setoriais de Videomonitoramento.

Inicialmente, os Núcleos estão ativos no Centro Psiquiátrico Judiciário Pedro Marinho, Penitenciária de Segurança Máxima e Presídio Cyridião Durval. A iniciativa permite que os agentes penitenciários de plantão acompanhem em suas respectivas unidades a movimentação dos internos em monitores, em tempo real, assim como ocorre no CMEP. Em breve, os demais presídios também serão contemplados com o sistema.


Anteriores
1 até 30 de 1045
  Próximo »  

ASSISTA AO VIVO
PUBLICIDADE

Todos os direitos reservados - 2018